Atenção!

Este site oferece apenas informações à nível educacional. Se você está buscando diagnóstico ou tratamento de ferida(s) crônica/complexa(s) os aconselhamos à procurar centros especializados em feridas. Os centros especializados estão, geralmente, localizados em hospitais universitários (público) ou clínicas especializadas.

Terapêutica

1. TERAPÊUTICA TÓPICA  RECOMENDADA

1.1. Preparo do leito da ferida através da limpeza e desbridamento
A técnica de limpeza ideal para a ferida é aquela que respeita o tecido de granulação, preserva o potencial de recuperação, minimiza o risco de trauma e/ou infecção.
Para a limpeza do leito da ferida, recomenda-se a utilização de jatos de SF a 0,9%, com pressão controlada, conforme estabelecido pela AHCPR.5 (MANDELBAUM, DI SANTIS, MANDELBAUM 2003) ou água corrente potável por meio de ducha.
Indicações: remoção de resíduos como fezes, restos de coberturas, desodorização.
Ação: agem "limpando" as áreas próximas da ferida pela ação detergente, desodorizante e mecânica.
A melhor técnica de limpeza do leito da ferida é a irrigação com jatos de soro fisiológico a 0,9% morno ou ducha de água portável morna.
Após a limpeza deve-se avaliar a necessidade de desbridamento, que também faz parte dos princípios de preparo do leito. Veja a seguir os mais recomendados:

1.1.1 Desbridamento
       Desbridar é o ato de remover da ferida o tecido desvitalizado e/ou material estranho ao organismo.
O desbridamento deve ser realizado pelo médico ou pelo enfermeiro habilitado, conforme deliberação do COFEN e COREN/MG 65/00.
Tipos de desbridamento: (Recomendados)
- Desbridamento Autolítico: significa autodestruição, autodegradação natural do tecido necrótico. Para que este processo possa acontecer, é necessário que o leito da ferida seja mantido com umidade fisiológica e temperatura em torno de 37ºC, utilizando coberturas que são detentoras de umidade. Sua vantagem é ser um método indolor, não invasivo e seletivo (destrói somente o tecido desvitalizado).
- Desbridamento Enzimático: método onde são utilizadas enzimas proteolíticas para obter remoção mais rápida do tecido desvitalizado. Não é um método seletivo. Exemplo: papaína (essa é a padronizada em nosso serviço).
- Desbridamento instrumental conservador: consiste na remoção do tecido desvitalizado utilizando instrumental cortante, podendo ser necessária ou não a analgesia. Em unidades ambulatoriais este desbridamento pode ser realizado apenas em feridas que se estendem até a fáscia, desde que não haja necessidade de analgesia ou comprometimento arterial.
OBS.: este procedimento deverá ser executado pelo médico ou profissional enfermeiro habilitado.

Figuras 1 - Desbridamento instrumental con servador

1.2 Princípios dos Produtos para Auxiliar na Cicatrização
Dealey (2001) refere que as qualidades de um produto eficaz para o tratamento de feridas devem incluir:
a) facilidade de remoção;
b) conforto;
c) não-exigência de trocas freqüentes;
d) boa relação custo/benefício;
e) manter o leito da ferida com umidade ideal e as áreas periféricas secas e protegidas;
f) facilidade de aplicação;
g) adaptabilidade (conformação às diversas partes do corpo).

1.3  - Coberturas e Soluções recomendadas 

       Sabemos que há uma gama de produtos existentes no mercado no entanto somente alguns serão relacionados abaixo devido a experiência pratica mais aprofundada com os mesmos e disponibilidade de fotos atuais. A intenção não é descrever sobre cada produto pois a literatura sobre o mesmo está disponível em vários artigos da internet. Segue apenas os nomes científicos e ilustrações com experiencia prática:
- Para prevenção e controle de infecção:  anti-sépticos que não agridem os fibroblastos: Plihexemetilenobiguanida (PHMB) solução ou em rolo;

Figura 2 -PHMB
Para desbridamento: papaína em gel ou creme (8, 10 e 12%),
Figura 3 - Papaína
- Manutenção da Umidade: Hidrocolóide, AGE e papaína em gel ou creme (2 e 4%);
Figura 4 - Hidrocolóide

Figura 5 - Acidos Graxos Essenciais (AGE)
Controle da carga bacteriana e odor: carvão ativado associado com alginato de prata ,  hidrofibra com prata e espuma de poliuretano.


Figura  6 - Carvão com Alginato (saturado)

· Alta absorção e preencher cavidade: alginato de cálcio, hidrofibra sem prata;

Figura 7 - Cobertura de Alginato de Cálcio

Figura 8 - Cobertura de Hidrofibra sem prata

· Estimular retorno venoso (úlceras venosas): atadura elástica ou  inelástica (BU); Obs: a terapia compressiva deve ser utilizada apenas com indicação do Vascular.

Figura 9 - Terapia compressiva (BU)
Proteção das bordas: AGE ou oxido de zinco.
Figura 10 - Oxido de zinco
2. REFERÊNCIAS
Costa, Idevânia Geraldina. Prevenção e tratamento de feridas: Guia prático. 3ª Ed. Cuiabá: Práxis Educativa, 2008.
Dealey, C. Cuidando de feridas: um guia Dara as enfermeiras. São Paulo, Atheneu, 1996.
Mandelbaum SH, Di Santis EP, Mandelbaum MHS. Cicatrização: conceitos atuais e recursos auxiliares- parte II. An bras Dermatol, Rio de Janeiro, 78(5):525-542, set./out. 2003.

SE VOCÊ ACHOU INTERESSANTE DEIXE COMENTÁRIOS ABAIXO! PARTICIPE

50 comentários:

  1. Parabéns pelo belo trabalho! O conteúdo e as fotos são bastante ricos para acrescentar-nos conhecimento!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mais uma vez parabéns pelo belíssimo trabalho!

      Excluir
  2. Ola Daiany, seja bem vinda! Obrigada por se increver como membro e tb por deixar os comentarios! Sua opiniao 'e muito importante! Espero que aproveite os conteudos para expandir seus conhecimentos e ajudar os pacientes na sua pratica academica e profissional! forte abraco.

    ResponderExcluir
  3. Olá meninas! A solução a base de betaina e phmb é excelente para o preparo do leito da ferida, tenho ouvido diversos relatos de amigas sobre o uso da solução não só em ulceras, mas em feridas operatórias, fixadores externos, gastrostomias...

    Parabéns pelo site! Excelente conteúdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Gabi isso mesmo! Fico feliz com sua contribuiçao! Obrigada e volte sempre! Esse espaço è nosso!. Abraços

      Excluir
  4. graduanda enf. Icléa M.9 de maio de 2012 12:15

    muito bom o site e de excelente contribuiçao para nós da area da saúde. parabens!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Iclea. Muito feliz com seu comentario! Volte sempre e divulgue aos seus colegas e outros profissionais ok! Abs

      Excluir
  5. Super interessante o Blog, parabéns, esse espaço de discussão é sempre muito rico e certamente aprimora os conceitos e possibilita uma prática mais segura para o profissional! Vou seguir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo Carlos. Obrigada Enfo Carlos pela sua participaçao! Fico muito feliz em receber o feedback dos meus colegas que estao na pratica clinica e sabem da importancia desse tema! Volte sempre e divulgue esse site aos colegas de Minas. Em breve postarei mais casos clinicos. Forte abraço

      Excluir
  6. Ola o site é muito interessante mesmo sou enfermeira e tenho um paciente portador de uma úlcera em MIE a úlcera já tem mais de 10 anos gostaria se possivel de postar uma foto para que vcs analizassem e me indicassem o melhor tratamento pois estou fazendo curativo a 8 meses sem muito sucesso

    ResponderExcluir
  7. Ola colega, com certeza ha algo errado, porem em caso de ferida de longa data a primeira coisa a se fazer é uma avaliaçao muito minuciosa, use o acronimo TIME no qual me referi na seçao avaliaçao. Tambem devo ressaltar a importancia do acompanhamento da equipe interprofissional(caso ainda nao tenha). Inclua nesta equipe especialmente um medico vascular e um(a) nutricionista que ira avaliar o estado nutricional pois carencia de ferro leva a anemia e esse é um fator negativo na cicatrizaçao. Junto com a equipe interprofissional vcs irao fazer um plano de cuidado. Mas verifique tb a possibilidade de um carcinoma atraves da biopsia, um especialista podera identificar o local PARA COLHER O MATERIAL, porem a literatura recomenda multiplos locais. Enfim trata-se com certeza de uma ferida complexa e colher a historia desse paciente bem como avaliaçao e acompanhamento da equipe interprofissional serao fatores decisivos no diagnostico correto. O conhecimento levara a tomada de decisao correta na escolha das cobertura-tratamento. Lembre-se todo profissional tem suas limitaçoes e por isso o trabalho em equipe sera essencial no alcance de resultados assertivos. Espero ter contribuido com direcionamentos, pois creio que somente vendo as fotos nao poderei contribuir, o importante sera discutir esse caso em equipe mesmo ok. Depois se possivel volte para nos contar os resultados, e o processo de cicatrizaçao. Obrigada pela sua participaçao. Abs

    ResponderExcluir
  8. Olá! Também sou enfermeira e adoro estudos de casos sobre feridas complexas, tenho ouvido muito a respeito de curativo de poliuretano impregnado com ibuprofeno, super eficaz na absorção do exudato e alívio da dor local.Gostaria de saber se você já fez uso de algum curativo com efeito analgésico. Adorei seu blog, não só pelo conteúdo mas pela sua boa vontade e dedicação em distribuir seu conhecimento!Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Olá Camila fico muito feliz em receber a visita de colegas que nao somente deixam a opiniao em relaçao ao conteudo do blog, mas que trazem as duvidas, pois o importante de divulgar o conhecimento é que contribuimos para que os cuidados de enfermagem tornem-se melhores e tb os pacientes se beneficiam disso. Pacientes podem ser-eu, voce, nossos amigos, parentes ou um desconhecido (todos seres humanos. Bom respondendo a sua pergunta, ja vi esse curativo em um congresso mas ainda nao tive a chance de utilizar. No entanto em minha experiencia em caso de controle dor forte,inicialmente é preciso entrar com analgesico injetavel ou oral regularmente, e muitas vezes o paciente mesmo assim reclama muito de dor. No ambulatorio a clinica de dor tem prescrito muito o ibuprofeno oral, mas o controle nem sempre é absoluto. O antibiotico topico ja foi provado que nao debela infecçao de ferida cronica. Assim fica um questionamente, que talvez somente com a pratica podera ser respondido: Sera que o analgesico topico é suficiente para o controle da dor? reflexoes para a pratica clinica ok. Forte abraço e volte sempre.

    ResponderExcluir
  10. Ola Idevânia,
    Primeiramente parabéns por este blog, pelo profissionalismo, disposição e carinho por este tema de grande importância no contexto do cuidar em Enfermagem.
    Sobre a Sulfadiazina de Prata, em queimadura causadas por agentes térmicos nao químicos, tem alguma indicação se o tecido for de granulação? Ela pode ser usada como prevenção de infecção em locais colonizados como períneo por exemplo? Outra dúvida, em ferimentos traumáticos abrasivos, a Sulfa é recomendada ou pode ser outra terapeutica como AGE?

    Grato!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Paulo muito bom receber seu feedback sobre o blog. Bom vc trouxe uma excelente pergunta a ser discutida! Aproveitarei para esclarecer a todos que qualquer antibiotico (ATB) deve ser utilizado com muita cautela e quando se trata de ferida cronica essa cautela deve ser triplicada. Porque? Porque as bacterias de uma ferida cronica sao protegidas por uma capsula muito resistente e muitas vezes ha presente mais de um tipo de bacteria, sendo assim necessario colher o material para analise e saber a qual ATB a bacteria que esta presente terá sensibilidade. Por meio do antibiograma. Assim, em uma ferida cronica o ATB topico nao é capaz de penetrar no nucleo da bacteria e debelar a infecçao, mas pode causar resistencia do organismo em debelar a infecçao, sendo necessario para isso o ATB sistemico, certo! Um médico infecytologista ou bem experiente no assunto sabera seguir o melhor caminho. Já a queimadura ou ferida térmica é considerada uma ferida aguda, que pode se tornar crônica desde que algum mecanismo interfira em seu processo de cicatrização fisiológico. Assim a Sulfadiazina de Prata é recomendada, especificamente, em caso de QUEIMADURA PARCIAL OU TOTAL, NOS PRIMEIROS DIAS e enquanto ha PRESENÇA DE TECIDO NECROTICO OU INFECÇAO. Fora isso de preferencia a outros tipo de coberturas que mantenha o local umido (AGE, Hidrogeis, hidrofibras, hidrocoloides) e\ou controle o exsudato (Hidrofibras, espumas e alginato de calciao), a decisao dependera de conhecimento quanto as indicaçoes dos produtos relacionado a uma boa avaliaçao da ferida por um profissional experiente. Veja mais informaçoes no artigo sobre queimadura da revista brasileira de Queimaduras ok http://www.rbqueimaduras.com.br/detalhe_artigo.asp?id=35 Isso mesmo busque informaçoes compartilhe sua experiencia e discuta com sua equipe!!
      Seja sempre bem vindo! Sucesso.

      Excluir
    2. Olá Idevânia tudo bem?
      Recentemente fiz um curso de feridas e coberturas no Albert Einstein, porem nunca utilizei os conhecimentos aprendidos, tenho um paciente com uma UP grau IV e pretendo iniciar o debridamento com papaina a 10% e depois cobrir a ferida com safgel + gazes de secundário(trocas diárias). O que acha dessa conduta? Caso apresente resultado esperado vou conter a infecção com aquacel por uma ou duas semanas.

      Excluir
  11. Olá gostaria de parabenizar o seu trabalho ! Sou estudante de enfermagem e faço parte de um projeto de extensão sobre feridas e é sempre bom ter um espaço direcionado para essa área, vindo a somar novos conhecimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Cíntia, fico feliz em ver estudantes de enfermagem já envolvidos com o tema de feridas cronicas, época pela qual minha motivaçao tb iniciou e entao decidi aprofundar o conhecimento nesta area decidida à encontrar soluçoes dentro da pratica baseada em evidencias cientificas! Desejo sucesso a vc e a todos que participam do projeto de extensao em feridas! Por favor expresse minha admiraçao e apreço ao coordenador do projeto. Abs Profa Idevania

      Excluir
  12. Gente por favor alguem saber me dizer que regiao do corpo nao é indicado realizar desbridamento de ferida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val somente um professional habilitado pode fazer o desbridamento instrumental e neste caso ele saberá tomar a decisao sobre o tipo de desbridamento é recomendado para cada caso e suas respectivas regioes! Se vc é enfermeira talvez vc se interesse em fazer o curso de desbridamento, se vc nao é recomendo que procure um professional habilitado para acompanhar o caso. Grata pela sua participaçao. Profa. Idevania

      Excluir
  13. Olá Idevânia, Parabéns pelo blog! Bem explicado e ótima leitura. Porém tenho um trabalho para apresentar. Sobre feridas e curativas. Montei o meu TCC e só falta uma imagem o do papaína e você tem a foto porém está escrita nela, o que nenhum outro site de imagem procura melhor. Essa imagem: http://1.bp.blogspot.com/-_zsiwEvcNv0/TyCKxEDK9PI/AAAAAAAAAic/WKpzZlorCxQ/s1600/4-DSCN2116.jpg

    Poderia me enviar a foto dessa imagem para o e-mail: lyrio_12@hotmail.com. Pode ter certeza que você vai receber os créditos. Cada imagem que usei está com crédito do autor da foto. Obrigado e espero a sua resposta pois a minha apresentação é dia 8 de abril de 2013.

    Torcendo para o Blog ir para frente cada vez mais :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe Gian mas somente hoje vi sua solicitaçao. Mas de qualquer maneira acho que nao poderia te ajudar, pois todas as imagens que tenho estao com a identificaçao. Vc poderia usar, com essa identificaçao, dando credito ao site! Bom na próxima vc ja sabe. Sucesso.

      Excluir
  14. Tenho apenas 17 anos e uma feridinha apareceu na minha perna sem mais nem menos. Ela estava doendo e inflamada. Eu pressionei o local e saiu um pouco de pus, daí pensei q ia cicatrizar, mas parece q ta voltando a inflamar e doer um pouco. Estou com medo de ser alguma dessas doenças. Será q é possível mesmo eu sendo tão novo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Edielson há feridas que aparecem em pessoas idosas e outras nao dependem apenas da idade, mas sim de outros fatores. Minha funçao aqui será apenas te orientar a procure um médico clinic, à princípio, que investigará sua história e avaliará o local. O fato de ter pús representa infecçao e deve ser tratada!! Desejo Melhoras.

      Excluir
    2. Doutora, a primeira ferida surgiu depois de uma topada q eu tomei jogando bola. Ela já melhorou bastante pro q tava antes. A demora maior foi pq eu demorei de retirar a pele q se soltou após a pancada. Em vez de eu puxar, coloquei de volta no local, daí ela grudou e inflamou. Só q uma semana depois eu tirei a pele e já está bem melhor. Acho ta demorando pra cicatrizar pq eu uso sapato para ir pro curso, aí acabar magoando o local. Mas n é essa ferida q me preocupa. É uma outra q apareceu sozinha na canela. Eu n me machuquei nem nada, simplesmente apareceu pequenina e inflamada. Dps de alguns dias, parece q ela está cicatrizando. Caso continue a piorar, irei ao médico.
      A senhora poderia me indicar qual o tipo de médico para avaliar a minha situação ? Tipo, é vascular, dermatologista etc.
      Obrigado pela atenção. O site é mt bom e com certeza está ajudando muitas pessoas.

      Excluir
    3. Procure primeiramente um clinico geral que saberá te indicar à um especialista (se for necessário). Veja bem, nem sempre é necessário ir a um especialista, principalmente quando nao se tem claro ainda o diagnostico como é o seu caso!! Procure um clinico de sua confiança e siga as instruçoes que este lhe determinar. Boa sorte.

      Excluir
  15. Site de excelente conteúdo. Eu sou enfermeira e fico muito feliz por encontrar informações deste nível num site ou blog produzido e alimentado por uma enfermeira também.
    Parabéns! Muito bom mesmo! E parabéns também por sua disponibilidade de dividir conhecimentos fundamentais.

    Abraço,
    Ana Mello

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Ana Mello, seja bem vinda à esse espaço de troca de conhecimento! Fico muito feliz em receber seu feedback, pois o objetivo é compartilhar experiencias e dar alguns direcionamentos para aqueles que como eu tem encontrado muitos desafios ao se deparar com feridas complexa, mas também excelentes resultados quando (em equipe) somos capazes de alcançar o sucesso em um caso clinico!! Um forte abraço.

      Excluir
  16. Estou tratando uma ferida após três intervenções cirúrgicas: a primeira houve apenas limpeza e debridamento de um ferimento em pé diabético e o paciente ficou internado por sete dias para debelar a bactéria através de um ciclo de antibióticos intravenosos. Durante a recuperação destes procedimentos uma nova infecção ganhou força e desta vez houve amputação do quarto e quinto dedos do pé esquerdo próximos ao ferimento anterior, pois não houve recuperação do quinto dedo devido aos primeiros procedimentos invasivos e o quarto dedo foi tomado por uma osteomielite. Uma nova infecção apareceu nos ossos que restaram dos dedos amputados e os mesmos foram retirados cirurgicamente. Também foi realizada uma angioplastia com balão para tratar um problema grave de circulação diagnosticado durante este tratamento. No curativo está sendo usado SF para lavar a ferida e colagenase. Surgiram úlceras por pressão nos dois pés na região dos calcanhares e estão sendo tratadas com placas hidrocolóides. Gostaria de suas observações. Foi o único site que consegui entender um pouco. Estou ajudando na recuperação do paciente, mas não sou enfermeira. Tenho dúvidas sobre o tipo de pomada, se deve ser ou não com antibiótico(s). A prescrição é colagenase sem antibiótico(s).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marilda veja entre os comentários que já respondi perguntas sobre a colagenase. Eu particularmente não trabalho com ela, seja com ou sem antibiótico. Acho a papaína muito mais eficaz. No entanto é importante que você tenha ajuda de um especialista para prescrever as coberturas e produtos, fazer a avaliação do evolução da ferida juntamente contigo e você continua com os cuidados e trocas como vem fazendo, pois acho super importante o papel de cuidadores como você. Essas pessoas realmente precisam de BONS seres humanos nesta situação. Quanto ao calcanhar lembre a pessoa de ter um apoio (macio) abaixo da panturrilha de forma que o calcanhar fique levantado e nunca apoiado com algo embaixo, isso evita o contato com pressão principalmente porque pessoa com diabetes perde a sensibilidade e não distingue o desconforto que em situação normal sentiria. Procure um centro especializado em feridas na sua cidade. Muitas vezes eles estão em hospitais universitários em forma de ambulatórios. Desejo sucesso neste caso.

      Excluir
  17. Olá boa noite, hoje conheci o seu blog, estou fazendo um projeto TCC sobre feridas, e estou meio perdida, vou falar sobre a importância de conhecer o curativo ideal, o mecanismo da dor, coberturas, enfim. Estou sem saber por onde começar, pois estou sem orientador definitivo. Não sei se você pode me ajudar, mas desde já agradeço. Seu blog é excelente.
    Claudineia

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde,
    Gostaria de saber se o tratamento com Barbatimão (Stryphnodendron Adstringens (mart.) Coville) é indicado para o tratamento de pé diabético grau 2 em calcâneo direito com 60% de fibrina. A pomada foi indicada pelo médico que fez o debridamento cirúrgico da ferida, mas já está sendo utilizada por mais de cinco semanas e o resultado não está sendo satisfatório. Acredito que a cobertura com alginato seja mais eficaz. Qual o seu conhecimento sobre a substância prescrita? Desde já gradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, nao tenho experiencia com tal produto! Veja as informacoes neste site sobre os PRODUTOS que uso!

      Excluir
  19. Bnoite! Preciso de ajuda para estimular a cicatrização de uma ulcera de grande extensão na perna de meu tio. Ele não é diabético, mas a ferida não fecha. Tem profundidade. Pensei na terapia com carne de sol, pois está tão profunda que chega a estar quase no ossoTem vasos e veia em uma parte. Mas se gastou tudo e não fecha, e os médico dizem que so fariam plástica se houver cicatrização. O que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, todas as informacoes com base cientifica, estao disponiveis aqui no blog. Procure um enfo especialista em feridas para acompanhamento do seu tio...Isso parece muito serio e necessita tarapia comprovada cientificamente! Nao aconselho fazer experiemnetos com algo tao popular!

      Excluir
  20. Bom dia. Não éa primeira vez que consulto este site e encontro o que preciso de forma rápida e eslarecedora. Parabenizo a autora pelo trabalho de tanta relevancia para nós que precisamos estar sempre nos atualizando. Roberto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu feedback Roberto! Feliz que vc encontrei o que procurava.

      Excluir
  21. Bom Dia Idevania... estou acompanhando um Srº de 54 anos que apresenta ulcera de hanseníase em regiao plantar em calcaneo, obeso, o mesmo relata estar tratando há cerca de 07 anos essa ferida. Ferida profunda, medindo 5cm e 3 de profundidade. Iniciei com Limpeza com Sf 0,9% em jatos, preechendo a cavidade com gazes umidecidas com dersani e SF 0,9%, mantendo fechado e troca diaria. Vi anteriormente neste site, o tratamento com o alginato de calcio, mas não conseguimos adquirir-lo. O mesmo apresentou uma evolução boa, porem ainda lenta e estagnou, parou de evoluir. Este tratamento com alginato de calcio, concilio com algum outro tratamento, ou somente ele ja é eficaz? Se caso for recomendado vamos providenciar. Muito obrigada! Gosto muito desse site e tem me auxiliado muito no meu trabalho. aguardo ansiosa a sua resposta

    ResponderExcluir
  22. quais as principais coberturas terapeuticas no favorecimento desse processo

    ResponderExcluir
  23. Tenho ha muito tempo umas manchas que ja foram pretas e agora estão marrom. Na época eu fumava muito cigarro e parei faz 10 anos. Me disseram que as manchas era do tabaco - nicotina, só que até hoje elas continuam. Existe algum tratamento para me livar delas. Um amigo meu teve isso e tomou varias injeções, só o médico que tratou dele faleceu e o paciente não sabe informar a marca e tipo de injeção, com medo de eu me automedicar. Alguém pode me ajudar, tenho medo de amputar as pernas ! (prefiro morrer)

    ResponderExcluir
  24. muito bom o conteúdo, você esta de PARABÉNS!!!!

    ResponderExcluir
  25. Tenho uma úlcera no dedão do pe devido a retirada indevida de uma unha, portanto desenvolvi um problema na circulação, a princípio doença de rayanaud, e estudo para vasculite e/ou esclerodermia. Mandei manipular a papaina 10% e estou fazendo uso dela, percebi melhora no dedão em dois dias, porém a dor ao usar a papaina é insuportável e indescritível... Também mandei manipular a papaina em gel a 2%, seria o caso de deixar de usar a de 10% e iniciar a de 2%...pq sinceramente estou desistindo do tratamento com a mesma pois ja nao suporto mais a dor...
    Também sou enfermeira, tenho feito os curativos de forma séptica, vi resultados com apenas dois dias, porém infelizmente a dor nao me permite continuar usando a de 10%.me ajude.
    Ja estou em desespero.
    E desde ja agradeço. Boa noite!

    ResponderExcluir
  26. Tenho uma úlcera no dedão do pe devido a retirada indevida de uma unha, portanto desenvolvi um problema na circulação, a princípio doença de rayanaud, e estudo para vasculite e/ou esclerodermia. Mandei manipular a papaina 10% e estou fazendo uso dela, percebi melhora no dedão em dois dias, porém a dor ao usar a papaina é insuportável e indescritível... Também mandei manipular a papaina em gel a 2%, seria o caso de deixar de usar a de 10% e iniciar a de 2%...pq sinceramente estou desistindo do tratamento com a mesma pois ja nao suporto mais a dor...
    Também sou enfermeira, tenho feito os curativos de forma séptica, vi resultados com apenas dois dias, porém infelizmente a dor nao me permite continuar usando a de 10%.me ajude.
    Ja estou em desespero.
    E desde ja agradeço. Boa noite!

    ResponderExcluir
  27. Tenho uma úlcera no dedão do pe devido a retirada indevida de uma unha, portanto desenvolvi um problema na circulação, a princípio doença de rayanaud, e estudo para vasculite e/ou esclerodermia. Mandei manipular a papaina 10% e estou fazendo uso dela, percebi melhora no dedão em dois dias, porém a dor ao usar a papaina é insuportável e indescritível... Também mandei manipular a papaina em gel a 2%, seria o caso de deixar de usar a de 10% e iniciar a de 2%...pq sinceramente estou desistindo do tratamento com a mesma pois ja nao suporto mais a dor...
    Também sou enfermeira, tenho feito os curativos de forma séptica, vi resultados com apenas dois dias, porém infelizmente a dor nao me permite continuar usando a de 10%.me ajude.
    Ja estou em desespero.
    E desde ja agradeço. Boa noite!
    Me chamo Danielli...

    ResponderExcluir
  28. Ola meu nome e Priscila e preciso de uma orientacao meu vo tem 83 anos esta acamado e tem uma ferida enorme na regiao sacra ele esta internado porem esta no interior onde nao tem muito recurso estao usando hidrogel com alginato, porem ele apresentou desnutricao e desidratacao a ferida esta necrosada chega cheirar mal, agora a ferida do pe esta necrodando os medicos estao dando antibiotico mais nao sei se foi feito um exame antibiograma ele esta bem ruim e a ferida nao melhora nao seio que fazer

    ResponderExcluir
  29. Ola boa noite, minha maevesta usando papaina 10 por cento gel, mas esta ficando muito mole e a ferida esta sangrando e bem vermelha. Gostaria de saberbse deve parar ou nao?
    Obrigada

    ResponderExcluir
  30. Por favor. Sou académica de enfermagem. Estou estagiando. Tenho um paciente que precisa usar a pomada de papaína a 6%.
    Porém aqui em Brasília não encontro. Por favor gostaria que me informassem a fórmula. Para poder ajudar a fechar a úlceras por pressão estágio 3. Muitíssimo obrigado. Deus abençoe!!!!

    ResponderExcluir
  31. Minha mãe fez o processo de desbridar a ferida no dia 28/11/2017 ela é diabética nessas condições qual o tempo mínimo para recuperação fazendo os procedimentos corretos

    ResponderExcluir

Deixe seus comentários, experiências, dúvidas... Participe!!